253 552 241

R. Antero Henriques da Silva, nº713

93 60 56 795

geral@semente-cdp.pt

seMente  >  Sementinhas   >  A relevância da opinião dos outros

A relevância da opinião dos outros

Vivemos numa sociedade que e alimenta de comparações e de opiniões (muitas vezes não fundamentadas e não solicitadas). “Toda a gente” opina sobre tudo: o vestido que “aquela” tem; a maneira como a “outra” fala com o filho; como “aqueloutro” se relaciona com a esposa…E “toda a gente” expõe a sua opinião nas redes sociais, muitas vezes até desrespeitando que os outros têm opiniões diferentes das suas.

O mundo e os outros influenciam e julgam constantemente as nossas atitudes e acções (ou falta delas). E cabe a nós atribuir-lhes essa importância. Sim, a responsabilidade é nossa e não de quem está a opinar; quem escolhe o impacto que aquela opinião ou julgamento tem em nós somos nós próprios. Nós é que nos sentimos mal, diminuídos, inferiores, ou indiferentes, agradecidos, bem.

Portanto será assim tão importante sempre a opinião dos outros ou o que eles possam pensar sobre nós? Às vezes sim, claro! Quando a pedimos (e mesmo assim, será que precisamos mesmo de a pedir tantas vezes?), quando trabalhamos em equipa, quando dela dependem decisões muito importantes (voltamos ao mesmo, é assim tão importante? 😉 ), quando são pessoas realmente importantes para nós, quando nos enriquece…

E o que acontece quando tomamos decisões de acordo com as expectativas que os outros têm de nós, ou pelo que pensam de nós, ou pelo que achamos que eles pensam ou opinam e julgam sobre nós? Vivemos uma vida a querer agradar os outros, sem ter benefícios, sem saber muitas vezes aquilo que realmente queremos.

Aprender a dizer não por vezes, é o melhor remédio. Às vezes, o mais importante é dizermos não a nós próprios, por exemplo para não darmos importância ao que os outros pensam de nós. Isto não significa não escutarmos o que os outros nos dizem. Significa apenas que devemos reflectir se estas opiniões servem para melhorar em algum aspecto, se podemos efectivamente beneficiar com elas, se nos servem de alguma forma.

Quando conversares com outras pessoas, podes e deves interessar-te por elas e pelas suas opiniões, mas elas não são mais que isso: opiniões.

Ninguém sabe o que já passaste, os teus gostos, os teus sofrimentos, as tuas alegrias. Não deves nada a ninguém. Dificilmente as pessoas estão preocupadas contigo sempre (ou até em algum momento), a ponto de estarem constantemente a pensar no que tu fazes, como tu pensas (e se isso acontecer, o que é que isso te diz sobre elas?). Muito provavelmente estão preocupadas com elas próprias e com a opinião que os outros têm delas 😉

Nunca vais conseguir agradar toda a gente. Vai haver sempre alguém não gosta das tuas atitudes, que discorda das tuas opiniões, que não tem os mesmos gostos que tu. Por isso relaxa. Sê tu mesm@. Autenticidade é das melhores armas para o bem-estar emocional.

Queres descobrir como tornar a opinião dos outros irrelevante? Entra em contacto connosco em www.semente-cdp.pt

Nenhum Comentário Adicionado

Deixe a sua opinião